quinta-feira, 21 de julho de 2016

Ser mãe...


Ser mãe é apanhar sustos. É andar, não raras vezes (ou sempre), com o coração nas mãos. É estar feliz quando ele está feliz e não conseguir evitar sentir as tristezas dele com ainda mais intensidade. Ser mãe é sofrer, já dizia alguém. E ainda que as palavras as leve o vento, ser mãe é mesmo isso.

Ser mãe é ter de engolir as lágrimas quando aquilo que mais apetece é desfazer em tristeza; é aparentar calma quando o corpo todo treme; é assegurar-lhe que vai correr tudo bem quando alguém nos diz que ele está doente e que vai ter que ficar internado.

Ser mãe é estar dias sem comer e nunca sentir fome; é estar dias sem dormir sem nunca sentir sono; é mascarar uma enorme tristeza, o medo, a ansiedade. Por ele.

Ser mãe é apenas conseguir respirar quando o médico nos garante que tudo vai ficar bem. Ser mãe é chorar, chorar muito, de tristeza, dor, alívio.

Sem comentários:

Publicar um comentário